primeiras interpretações 14.8.14

8 dias seguidos anotando os sonhos e hoje não consegui lembrar.

Os aborígines da austrália dizem que a vida mesmo é o sonho. que a vida acordado é ilusão. Por isso sempre contam uns aos outros seus sonhos e assim vão tomando decisões sobre a vida e sobre para onde seguir.

Os sonhos na bíblia e em outras culturas pré-bíblicas estão comumente associados a premonição e avisos dos deuses. Mas decifrar o oráculo dos sonhos não é tarefa para todos. Certa vez, o rei Nabucondonosor da babilônia mandou matar todos os sábios do reino porque nenhum conseguia decifrar um sonho que havia tido.

Enfim, meu objetivo específico de observar meus sonhos durante estes dias é para encontrar caminhos para o Materializador de Sonhos. Arrisco algumas interpretações tiradas dos sonhos desta semana.

alguns trechos falam do caminho a seguir

” escultura tem de ser colocada em algum lugar em que não precise ser desmontada cada vez que se abre a porta.” – a obra tem que estar aberta, mas bem estruturada para que a participação não desestruturem as regras.

“há vários caminhos possíveis a seguir. tenho de pegar uma linha e depois a outra, ou ir até o fim de uma e pegar o retorno” – muitos caminhos para o mesmo objetivo.

“há dois caminhos. vou pela esquerda. subo por uma pedra cortada em rampa. desço da bicicleta para poder subir. chego a um longo píer. fico feliz, pois vejo que este é o caminho certo. caminho pelo píer até o fim onde uma bahiana vende acarajé. logo adiante há uma pedra de onde se pode olhar toda a baía” – o caminho certo tem de ser percorrido à pé e no final há um lugar no centro com visão privilegiada e uma barraca de venda.

Há várias menções a comida.

Há um certo mal estar de estar deslocado seja na performance ou no jantar.

Há também muita gente e sempre gente diferente.

seguindo.

 

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *